sexta-feira, 28 de março de 2014

SONHO MEU


 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Sonhei contigo, doce bem-querer

Te deslizava a mão pelos cabelos

De resto, me perdi em pesadelos

Que me tornei escravo de te ver

 

E tu sorrias, certo que sonhavas

Fechava os olhos plenos de doçura

E em teu colo quente me tomavas

Feito um ardente imenso de ternura

 

E eu me fiz de ti adorador

Por toda vida enquanto te sonhar

E tu que distraída sem pudor

Flutuavas sobre mim a desabar

 

Todos os homens iam te beber

Inesgotável fonte que tu eras

O puro mel de flor das primaveras

Da tua face doce a escorrer 

 

E, dei por mim, por ti enciumado

Por te querer somente para mim

Durante o sonho fui teu namorado

Jurando meu amor até o fim

 

E tu, de sonho te fizeste brasa

A te queimar até te consumir

Do sonho meu, não sei a tua casa

Pois acordei a procurar por ti!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário