quarta-feira, 25 de maio de 2016

MISTURA DE FÉ






 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
MISTURA DE FÉ
 

Eu te benzo eu te curo

Pelo milagre da fé

Sou fumaça de bazé

Na boca da benzedeira

 
Sou mãos da velha Parteira

Que trás a vida pra fora

Sou reza fora de hora

Pra quem chora no apuro

 
Sou a vela no escuro

Na força do pensamento

Sou remédio pelo vento

Na fechadura do corte

 
Sou pedra que tira morte

Da goela da serpente

Sou reza de penitente

Sou a folha de benzer

 
Sou agulha de coser

Costurando o patuá

Sou terreiro de dançar

Sou reza de ladainha
 

Sou galho de vassourinha

Fazendo sinal da cruz

Sou farto banho de luz

Conforme o espiritismo

 
Sou a água do batismo

Na fronte do batizado

Sou culto discriminado

Que fica nos arredores

 
Sou reclamo dos menores

Sou o grande ajoelhado

Sou enfim, o misturado

Da fé de quem acredita

 
Sou católico sou espírita

Benzedeira e rezador

Sou crença de toda cor

Sou amuleto seguro

Eu te benzo eu te curo

Em nome do criador!!!

 

(Orestes Albuquerque)  

Nenhum comentário:

Postar um comentário