domingo, 24 de fevereiro de 2013

CORAÇÃO NAVEGADOR



Meu coração, navegador de tantos mares
Aponta a vela para o vento mais fugaz
Tão rabiscado tatuado em mil lugares
Ancora manso no batente do teu cais
 
E tu que descuidada de tão bela
Quaras ao sol esparramada na censura
E eu te trago como prenda na baixela
Meu coração a derramar-se numa jura
 
Quisera eu ter uma noite no teu leito
Ser seduzido até onde me levares
Arrebatada tatuada no meu peito
Sair contando nossa noite pelos bares
 
A onda mansa que envolve os navegantes
Percorre mares fustigada pelo vento
Embala a noite no veleiro dos amantes
Me leva embora com o sol de mar a dentro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário